(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais

Dicas Tropical Agricultores podem lucrar mais sem expandir área plantada com ajuda das abelhas

Agricultores podem lucrar mais sem expandir área plantada com ajuda das abelhas

Curso on-line mostra os potenciais da polinização agrícola para agricultores e apicultores

A Embrapa Meio Ambiente, o Senar e a Associação Brasileira de Estudos das Abelhas (A.B.E.L.H.A.) lançam capacitação on-line e gratuita sobre polinização agrícola, em parceria com a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia e Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA).


O curso foi elaborado com o objetivo de preencher lacunas de informação para uso profissional das abelhas associadas à polinização agrícola de culturas de interesse econômico.


De acordo com o chefe de Pesquisa & Desenvolvimento da Embrapa Meio Ambiente Cristiano Menezes, coordenador de capacitação do curso, o objetivo é contribuir com a divulgação científica, multiplicação de informações e ampliação do conhecimento sobre os polinizadores e a polinização agrícola.


Ana Assad, diretora executiva da A.B.E.L.H.A., lembra o potencial que o serviço ecossistêmico oferecido pelas abelhas oferta à agropecuária do Brasil: "A polinização agrícola contribui para o aumento da produtividade de diversos alimentos, como o café, a laranja, o morango, a maçã, o melão, entre muitos outros. Já o aluguel de colmeias para os agricultores é uma opção para aumento de renda dos apicultores e meliponicultores."

 

No Brasil, foi calculado que a polinização relacionada à produção agrícola tem um valor anual de US$ 12 bilhões. Esse valor refere-se ao montante que os agricultores teriam de gastar caso não houvesse polinizadores animais.

Até mesmo cultivos que não são dependentes de polinizadores animais podem registrar ganho de produtividade com a presença de abelhas durante a floração. É o caso do café arábica, que pode ter aumento de 30% na produção de grãos, e mesmo a soja, onde estudos mostram que o sojicultor pode colher até 21% a mais, porém sem gastar um real a mais para obter essa produtividade extra.


Ao final do curso, os participantes serão capazes de discorrer sobre os conceitos gerais de polinização, compreender a importância da paisagem para conservação desses insetos, o impacto e a minimização de risco dos agrotóxicos, além de diferenciar visitantes florais de polinizadores, caracterizar a biologia floral e definir os seus benefícios para a produção.
 

Com o curso, profissionais do campo aprenderão como estimar um plano de manejo de polinização agrícola, incluindo polinização assistida, manejo da paisagem e manejo da cultura.


O conteúdo foi estruturado em 2 módulos. O módulo 1 abrange conceitos gerais sobre polinização e o módulo 2 será sobre cultivos agrícolas beneficiados. Entre os docentes do curso estão alguns dos maiores especialistas em polinizadores do Brasil, como a bióloga Vera Lúcia Imperatriz-Fonseca, da USP.
 

Equipe de docentes

Betina Blochtein – Consultor – Mais Abelhas

Blandina Felipe Viana – Professora Associada IV – Universidade Federal da Bahia -UFBA

Carmen Soares Pires – Pesquisador – Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia -BSB

Cristiano Menezes – Pesquisador – Embrapa Meio Ambiente

Decio Luiz Gazzoni – Pesquisador – Embrapa Soja

Denise de Araújo Alves – Pesquisadora – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz – Esalq

Fabiana Oliveira da Silva – Professor adjunto – Universidade Federal do Sergipe -UFS

Felipe Wanderley de Amorim – Professor – Universidade Estadual Paulista – Unesp

Kayna Agostini – Professor adjunto – Universidade Federal de São Carlos – UFScar

Márcia Motta Maués – Pesquisador – Embrapa Amazônia Oriental

Márcia de Fátima Ribeiro – Pesquisador – Embrapa Semiárido

Patrícia Nunes Silva – Pesquisador – Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos

Roberta Ferreira Nocelli – Professor associado – Universidade Federal de São Carlos – UFSCar

Vera Lúcia Imperatriz-Fonseca – Professor visitante sênior – Universidade de São Paulo – USP
 

As inscrições podem ser feitas no site da Embrapa: Link



Sobre a A.B.E.L.H.A. - A Associação Brasileira de Estudos das Abelhas tem o objetivo de liderar a criação de uma rede em prol da conservação de abelhas e outros polinizadores. Sua missão é reunir, produzir e divulgar informações, com base científica, que visem à conservação da biodiversidade brasileira e à convivência harmônica e sustentável da agricultura com as abelhas e outros polinizadores.
Site A.B.E.L.H.A.

 

 

Conheça a A.B.E.L.H.A.: Site
Siga nas redes sociais:
Twitter 
Facebook 
Instagram 
LinkedIn

Veja as mais acessadas

Nosso site salva o seu histórico de uso. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para saber mais, acesse Política de Privacidade.

X
Configuração de Cookies:
Cookies Essenciais (Obrigatório)

Esses cookies permitem funcionalidades essenciais, tais como segurança e suas permissões.

Cookies Funcionais

Esses cookies coletam dados para lembrar escolhas que os usuários fazem e para melhorar sua experiência mais organizada.

Cookies Analíticos

Esses cookies nos ajudam a entender como os visitantes interagem com nosso site.