(49) 3537.0980
Telefone
(49) 99104.0013
WhatsApp
Acompanhe
nas redes sociais

Geral Nereo Lopes de Lima: Massa Falida

Nereo Lopes de Lima: Massa Falida

Dia da indústria automobilística. Dia do trigo
Acredita-se que o trigo, como é conhecido, seja originário de gramíneas silvestre, que se desenvolveram nas proximidades dos rios Tigre e Eufrates (Ásia), por volta dos anos 10,000 a 15.000 AC.
Do surgimento da agricultura à invenção da escrita pelos sumérios, passando pelas primeiras formas de divisão do trabalho, o trigo está presente há cerca de 10 mil anos na história da humanidade.

Quando o homem começou a plantar e a criar animais, lá estava o trigo entre os cereais cultivados para alimentar as pessoas. O cultivo começou na Mesopotâmia, numa região chamada pelos historiadores de Crescente Fértil - área que hoje vai do Egito ao Iraque.

O cancioneiro popular brasileiro do mais, simples, do caipira, ao do mais alto escalão intelectual, demonstra muita inteligência e sabedoria. Hoje o Brasil se despede de duas figuras emblemáticas do setor artístico cultural. Gal Costa e Rolando Boldrim. Grandes marcos do cenário cultural brasileiro. Gigantes pela própria natureza. Foram embora, mas deixaram um grande legado para as futuras gerações. Gal Costa com a música sonho meu, vá buscar quem mora longe, o amor que se perdeu, entre tantas famosas, enaltecendo o amor, a vida e a boa vivência.


Rolando Boldrin, com uma trajetória brilhante como músico, compositor, humorista, artista do rádio, da televisão, do cinema, em seu último trabalho recitou uma crônica, que reproduzimos aqui, intitulada tenho VERGONHA DE MIM.


Sinto vergonha de mim, por primar pela verdade, e ver este povo já chamado varonil, enveredar por um caminho, da desonra e da desonestidade. A derrota das virtudes e pela vitória dos vícios. A negligencia para com família, célula mater da sociedade e enveredar pelos caminhos dos desrespeito. Tenho vergonha de mim de fazer parte de um povo que não reconheço e seguir por um caminho que eu não quero percorrer.
Disse que seu santo, não gosta de abuso, só entra em casa de que não tem muita coisa para dar, mas não quer tirar de ninguém.


Outra dupla de cancioneiros sertanejos e populares, Duduca e Galvão em 1.977, gravaram a uma música, de José Trindade e João Gomes Almeida, intitulada Massa falida, que foi tocada em movimentos socais, de conteúdo político e social. Jamais imaginavam que em 2022, esse tema fosse o retrato da vida real.
Diz a letra, eu já estou cansado de ser enganado, com tanto cinismo. Não sou parte do crime e o próprio regime nos leva ao abismo. Falam tanto, sem nada de novo e levam o povo a grande falência. Não aborte os teus ideais, no ventre da covardia. Vá a luta empunhando a verdade que a liberdade não é utopia. Se aderirmos aos jogos dos maus políticos, seremos síndicos da massa falida.
Devemos lembrar que em meio ao caos, a esperança é a força que nos faz lutar para que o futuro melhor não despareça.
Abraão teve fé e esperança, mesmo quando não havia motivo para ter esperança, e por isso ele se tornou “o pai de muitas nações"

Veja as mais acessadas

Nosso site salva o seu histórico de uso. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para saber mais, acesse Política de Privacidade.

X
Configuração de Cookies:
Cookies Essenciais (Obrigatório)

Esses cookies permitem funcionalidades essenciais, tais como segurança e suas permissões.

Cookies Funcionais

Esses cookies coletam dados para lembrar escolhas que os usuários fazem e para melhorar sua experiência mais organizada.

Cookies Analíticos

Esses cookies nos ajudam a entender como os visitantes interagem com nosso site.